Páginas

quinta-feira, 3 de março de 2011

Pelo Twitter, Siegmann reforça divisão política no Inter

Jean Schwarz O vice-presidente de futebol do Inter, Roberto Siegmann, não escondeu a irritação com a crítica do ex-presidente colorado Vitorio Piffero ao atual detentor do cargo, Giovanni Luigi, sobre a demora para a definição do modelo da reforma do Beira-Rio. No Twitter, o homem-forte do vestiário colorado expôs seu descontentamento.

"Desrespeito o que Vitorio fez com Giovanni, dizendo que o assunto não envolve rodoviária!", protestou Siegmann.
Piffero defende o modelo de reforma com recursos próprios do clube, contrário ao que defende a atual gestão, encabeçada por Luigi e seu executivo, Aod Cunha. Engenheiro, Piffero deu a declaração que irritou Siegmann ao lembrar que a antiga gestão contava com mais dirigentes familiarizados a obras.
— A sensação que me passa é que estão querendo empurrar o problema. Se fosse para administrar uma rodoviária, tenho certeza que o Giovanni não passaria o problema adiante — disparou o dirigente campeão da Libertadores de do Mundo.
Siegmann está em sintonia com Luigi e Aod Cunha: quer que o clube firme contrato com a construtura Andrade Gutierrez. Também pelo Twitter, o dirigente falou sobre os riscos do modelo de auto-financiamento de Piffero.
"Se continuarmos no modelo das obras, perderemos a Copa e venderemos jogadores para comprar material de construção", declarou.

Fonte: RBS TV
Por: Cassiano Telles

Nenhum comentário:

Postar um comentário