Páginas

terça-feira, 31 de agosto de 2010

COLUNA: Jogadores Históricos do Basquete : Wilt Chamberlain

Hoje é a 1ª matéria de jogadores históricos de basquete. O jogador escolhido foi Wilt Chamberlain (foto) é conhecido como "O homem dos 100 pontos" .

 Wilt Chamberlain é um dos melhores de todos os tempos. Ele ainda é detentor de muitos recordes da NBA. Sua principal fraqueza era o lance livres, sendo o segundo pior em aproveitamento na história, atrás (ou a frente) de Ben Wallace. É o detentor do recorde de mais lances livres perdidos em uma temporada (578, 1967/68) e a 2ª maior marca (528, 1961/62). 
Está no Hall da Fama, considerado um dos 50 melhores da história pela NBA, 2º melhor pela revista SLAM, 13º melhor atleta americano do século passado pela ESPN e o 2º melhor pivô de todos os tempos pela NBA, atrás de Kareem Abdul-Jabbar

Philadelphia/San Francisco Warriors

Em 1959, Wilt finalmente debutou na NBA. Imediatamente se tornou o jogador mais bem pago da história no seu contrato de novato ($30 mil). O antigo detentor do recorde era Bob Cousy ($ 25 mil). Para se ter idéia, Eddie Gottlieb, dono do Warriors na época, comprou a franquia por $ 25 mil. No time titular, Tom Gola e Paul Arizin, futuros membros do Hall da Fama, ajudaram Wilt. No primeiro jogo, 43 pontos e 28 rebotes.
O primeiro confronto com Russell deu a vantagem a Wilt (30 x 28 em pontos), porém Boston venceu o jogo. Apesar da rivalidade dentro de quadra (considerada uma das maiores da história), os dois foram muito amigos. Na sua primeira temporada, médias de 37,6 pontos e 27 rebotes, recorde absoluto da NBA. 
video
Ele precisou de apenas 56 jogos para quebrar o recorde de mais pontos da história, enquanto o antigo detentor (Bob Pettit) precisou de 72 jogos para estabelecer o recorde. Ganhou o prêmio de Novato do Ano e MVP (fato igualado somente por Wes Unseld) e quebrou 8 recordes da NBA. Ainda foi o MVP do All-Star de 1960. Chegou as Finais daquele ano contra o Celtics, perdendo.
Depois disso, Wilt pensou em se aposentar, por sofrer muitas faltas duras e marcações triplas. Além disso, ele era visto por torcedores e imprensa como uma aberração. Para convencer Wilt, Gottlieb aumentou o salário do jogador para $ 65 mil. Na temporada seguinte, se tornou o unico a passar dos 3.000 pontos e se tornou o unico (até hoje) a ter uma temporada com mais de 2.000 rebotes. Ainda em 1961, pegou 55 rebotes em um jogo, recorde da NBA até hoje.
Em 1962, teve 50,4 pontos de média, com 25,7 rebotes. Ainda neste ano, talvez a marca de Wilt: o jogo de 100 pontos (36/63 nos arremessos, 28/32 nos lances livres), em 2 de março de 1962 contra o NY Knicks. Quebrou a barreira dos 4.000 pontos. Jogou 3.882 minutos dos 3.890 que o Warriors jogou na temporada. No All-Star, 42 pontos, recorde. Nos Playoffs, novamente o Celtics pela frente. Derrota.
Com a venda da franquia ($ 850 mil), o time foi para San Francisco. Porém, Paul Arizin preferiu se aposentar e Tom Gola foi trocado para o Knicks. O time teve recorde de 31-49 e não foi aos Playoffs. Para 1963/64, teve o reforço do futuro Hall da Fama Nate Thurmond. Chegou as Finais novamente, e perdeu para o Celtics novamente. Na temporada seguinte, o time começou mal e teve problemas financeiros. Antes do All-Star, Wilt foi trocado para o Philadelphia 76ers, antigo Syracuse Nationals, por Paul Neumann, Connie Dirking, Lee Shaffer e $ 150 mil. 

Philadelphia 76ers

Quando voltou a sua cidade natal, encontrou o futuro Hall da Fama Hal Greer. A chegada de Wilt acirrou os animos no time. Greer era o líder do time, e não queria perder o posto, além de Lucious Jackson ser o pivô e ter que ser movido para a ala-pivô. Porém, as coisas foram normalizadas ao decorrer da temporada. Nas Finais, novamente o Celtics. No Jogo 7, o roubo de John Havlicek decretou a vitória para o Celtics por 110 x 109. Em 1965/66, foi eleito MVP. Porém, começou a faltar aos treinos. Perdeu as Finais para o Celtics pela 4ª vezes.
Depois de um puxão de orelha, Chamberlain passou a pontuar menos, porém mais eficiente. Foi eleito MVP novamente. Nas Finais de Conferência, Celtics. No Jogo 1, quadriplo duplo para WIlt (24 pontos, 32 rebotes, 13 assistências, 12 bloqueios) e avançou às Finais. Enfrentando o antigo time San Francisco Warriors, ganhando por 4 x 2. Primeiro título de Wilt. Na temporada seguinte, terminou como a melhor campanha pela terceira vez seguida e se tornou o primeiro e unico pivô a liderar a NBA em assistências. Por isso, 4º MVP pra ele. Nas Finais de Conferências, Celtics. Derrota. A série foi prejudicada pelo assassinato de Martin Luther King. Wilt pediu e foi trocado para o LA Lakers por Darrall Imhoff, Archie Clark e Jerry Chambers.

LA Lakers

Ganhando $ 250 mil, se tornou o primeiro MVP a ser trocado (Moses Malone foi em 1982). Se juntou aos futuros membros da Hall da Fama Elgin Baylor e Jerry West. Por problemas de relacionamento com o técnico Van Breda Kolff, chegou a ser banco. Nas Finais, Celtics. Derrota. No ano seguinte, Chamberlain machucou o joelho e perdeu muitos jogos.
Mesmo assim, chegou as Finais contra o Knicks, dos Hall da Fama Willis Reed, Dave DeBusschere, Bill Bradley e Walt Frazier. Mesmo sem ser o Celtics, Wilt e o Lakers perderam. Em 1970/71, o Lakers contratou outro futuro Hall da Fama Gail Goodrich. Porém perderam Elgin Baylor (lesão, final de carreira) e Jerry West por cirurgia no joelho. E enfrentariam Lew Alcindor. Ou Kareem Abdul-Jabbar. Derrota.
Depois dos Playoffs, foi oferecido $ 5 milhões para Wilt lutar contra Muhammad Ali. Ele rejeitou. Na temporada seguinte, 69 vitórias sem West e Baylor, recorde da NBA. Novamente confronto entre Chamberlain e Jabbar. Vitória. Nas Finais, Knicks novamente. Vitória e MVP das Finais para Chamberlain. Em 1972/73, o Lakers perdeu suas peças principais. Porém Chamberlain era ainda mais preciso, estabelecendo 72,7% de aproveitamento, recorde da NBA até hoje. Nas Finais, Knicks. Derrota. Depois disso, Wilt se aposentou do esporte.
 

Prêmios
 
13x NBA All-Star (1960-69, 1971-73)
7x All-NBA First Team (1960-62, 1964, 1966-68)
4x NBA MVP (1960, 1966-68)
3x All-NBA Second Team (1963, 1965, 1972)
2x NBA Champion (1967, 1972)
2x NBA All-Defensive First Team (1972-73)
1x NBA Finals MVP (1972)
1x NBA All-Star MVP (1960)
1960 NBA Rookie of the Year
NBA’s 35th Anniversary All-Time Team
NBA’s 50th Anniversary All-Time Team
Camisa #13 aposentada do Golden State Warriors
Camisa #13 aposentada do Philadelphia 76ers
Camisa #13 aposentada do LA Lakers
Camisa #13 aposentada do Harlem Globetrotters
Membro do Hall da Fama do Basquete
Membro do Hall da Fama do Vôlei

 Recordes

1º em aproveitamento/temporada (1972/73, 72,7%)
1º em pontos/jogo (1962/63, 100)
1º em rebotes (23.924)
1º em minutos/jogo (45,8)
1º em rebotes/jogo (22,9)
2º em pontos/jogo (30,1)
3º em arremessos certos (12.681)
3º em lances livres tentados (11.862)
4º em pontos (31.419)
5º em minutos jogados (47.859)
6º em arremessos tentados (23.497)

Dados

Posição / Camisa: Pivô / 13
Altura / Peso: 2,16 m / 125 kg
Data e local de nascimento: 21 de agosto de 1936 / Philadelphia, Pennsylvania
Data e local de morte: 12 de outubro de 1999 / Bel Air, California
NBA Draft: 1959 / Round: 1 / Escolha: 1
Universidade: Kansas
Times: Philadelphia/San Francisco Warriors (1959-64), Philadelphia 76ers (1965-68), LA Lakers (1969-73)
Totais: 31.419 pontos, 23.924 rebotes, 4.643 assistências
Médias: 30,1 pontos, 22,9 rebotes, 4,4 assistências
Melhor temporada (1961/62): 50,4 pontos, 25,7 rebotes, 2,4 assistências
Pior temporada (1972/73): 13,2 pontos, 18,6 rebotes, 4,5 assistências

Nenhum comentário:

Postar um comentário