Páginas

domingo, 12 de junho de 2011

Manchester City estaria disposto a desembolsar 170 milhões de euros para contratar Cristiano Ronaldo

O jogador português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, pediu um salário anual de 20,8 milhões de libras - cerca de R$ 54 mi - para se transferir para o Manchester City, segundo publica neste domingo o tabloide britânico 'Sunday Mirror'. O periódico cita amigos do jogador que asseguram que a estrela merengue foi contatada através de intermediários para receber uma oferta "que sacudirá os alicerces do futebol."

De acordo com esta versão, o proprietário do Manchester City, o bilionário xeque Mansour Bin Zayed Al Nahyan, estaria disposto a pagar ao Real Madrid 170 milhões de euros e aceitar as exigências salariais do português. Cristiano Ronaldo, acrescentam as fontes do "Sunday Mirror", também pediu a camisa número 7, a braçadeira de capitão e garantias de que sempre será o jogador mais bem pago do clube.

"Cristiano diz que houve contato entre ele e uma terceira parte. Ele diz que está extremamente lisonjeado por quão longe estão dispostos a ir. Cristiano diz que lhe pagarão o que for necessário para que ele seja jogador do City", assegura uma fonte próxima do jogador. "Cristiano diz que quer 400 mil libras por semana, porque os impostos são mais altos na Inglaterra", acrescenta a fonte do 'Sunday Mirror'. Apesar dos números envolvidos, a operação é considerada factível pelas pessoas conhecedoras da situação, diz o periódico, dado que o xeque Mansour tem fortuna pessoal estimada em 22,6 bilhões de euros, fora os ativos de sua família, avaliados em 678 bilhões de euros. 

No passado, Ronaldo manifestou que, se voltasse à Inglaterra, seria apenas para jogar no Manchester United, clube que defendia antes de seguir para o Real Madrid há duas temporadas. De acordo com o jornal, a carência de títulos com o clube merengue - com o qual só ganhou a Copa do Rei - e suas diferenças táticas com o treinador da equipe, seu compatriota José Mourinho, fizeram Ronaldo considerar a possibilidade de se transferir.
Fonte:Espn.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário